◄ VOLTAR

Projeto Político Pedagógico



Atualizado em 25/08/2017
IMPRIMIR


3.8. - Tarefas de Casa

Tarefa de Casa é qualquer atividade extraclasse proposta formalmente aos alunos pelo professor e geralmente de uma aula para outra, sendo verificada e corrigida.


Os objetivos das tarefas de casa são fixar o conteúdo já trabalhado, levantar dúvidas para serem sanadas em sala de aula, aprender a buscar dados sobre um novo assunto, propiciar momentos de aprofundamento e reflexão e criar o hábito de estudo e de compromisso com a aprendizagem, desenvolvendo a autonomia e a responsabilidade do aluno.


Os alunos devem ter, em média, uma tarefa de casa a cada duas aulas e meia. Semanalmente, o Coordenador de Turno verifica quantas tarefas de casa foram passadas e a Secretária Escolar coloca o número em um gráfico, que é exposto na sala dos professores (Anexo 5).


Os principais tipos de tarefa são exercícios de fixação, coleta de dados, desafios, estudo de texto, produção de texto e leituras.


Na tarefa de exercícios de fixação, o professor elabora questões ou seleciona algumas atividades do livro didático de conteúdos já trabalhados significativamente, que precisam ser memorizados. Na tarefa de coletas de dados, o aluno procura determinado assunto em livros, jornais, revistas, vídeos, internet, buscando na biblioteca (sua, do Unificado ou da cidade), no seu ou no computador do Unificado, em vídeo-locadora. Encontrado, o aluno traz para a sala o que considerou mais interessante, apresentando à turma (ou à sua equipe) o que descobriu sobre o assunto.


Na tarefa dos desafios, o professor elabora ou seleciona no livro didático uma problematização. Esta questão, que envolve conteúdos já estudados ou não, busca desenvolver no aluno a habilidade de resolver problemas, propor soluções, refletir sobre possibilidades e levantar hipóteses. Na tarefa de estudo de texto o aluno deve fazer uma análise mais específica e aprofundada de um texto (não necessariamente escrito) dado pelo professor.


Na tarefa de produção de texto cabe ao aluno formular ideias a partir de uma atividade proposta pelo professor. A tarefa de leitura se destina a dar ao aluno, sobre temas discutidos ou a discutir em sala, informações complementares, encontráveis em fontes (a Veja da semana passada, p.ex.) indicadas pelo professor.


Cabe ao professor passar tarefas de casa para seus alunos. Na elaboração do planejamento, via de regra, não se antecipa qual a tarefa que será passada a cada aula. No entanto, antecipadamente à aula, deve o professor defini-la.


Tendo feito esta definição, o professor, ao final de sua aula, informa os alunos da tarefa, explicando o que for necessário e registrando, de forma sucinta, no quadro e, para as turmas do Fundamental II em diante, também em um formulário, no dia e na aula em que a execução desta tarefa será cobrada.


Para os alunos do Fundamental I, que têm tarefas de casa diariamente, a explicação da tarefa deve ser mais detalhada e abranger todas as questões. O professor deve se assegurar que não fique dúvida quanto à execução da tarefa.


Tendo sido passada a tarefa, os alunos devem anotá-la (em sua agenda ou no caderno).


De um modo geral, cabe aos alunos, permanentemente, cobrar dos professores tarefas “interessantes”, cobrar do Unificado ações que demonstrem a importância das tarefas, organizar suas atividades extracurriculares e fazer as tarefas cotidianamente com consciência e responsabilidade. Particularmente, cabe ao aluno concentrar-se ao executar a tarefa, executá-las antes do dia marcado pelo professor para sua verificação e corrigi-las, com o apoio do professor.


Em casa, cabe aos pais, de um modo geral, ter atitudes que valorizem o conhecimento, a cultura e o saber no convívio diário, conhecer as necessidades e perceber as habilidades e as limitações dos filhos e reconhecer e elogiar as produções individuais dos filhos. Ainda cabe aos pais estabelecer parceria com o Unificado para mostrar aos filhos que as tarefas fazem parte do aprendizado e com imparcialidade, buscar conciliar os conflitos decorrentes das tarefas entre os filhos e o Unificado.


Cotidianamente, compete aos pais proporcionar local e horário adequado à realização das tarefas, fornecendo condições de acesso às diferentes fontes de pesquisa, auxiliar na organização e no planejamento das tarefas, não realizar as tarefas pelos filhos, cobrar com afeto, mas com firmeza, a realização das tarefas pelos filhos, não interferindo, mas colocando-se à disposição para ajudar e verificar a qualidade das tarefas e discutir o conteúdo com o Unificado, quando considerar inadequado.


Na aula para a qual a tarefa foi marcada, o professor deve, necessariamente, verificar se os alunos a realizaram.


Para as turmas do Fundamental I, o professor faz um levantamento, perguntando, observando o material e vistando. Então, verifica o motivo daqueles que não fizeram a tarefa.


Se o aluno alegar esquecimento, registra na agenda. Caso em outros dias o problema se repita, o professor conversa seriamente com a criança, preenche a ocorrência e comunica aos pais. Se o aluno alegar dificuldade, ele a expõe à turma. Rapidamente, o professor detecta as dificuldades mais comuns e busca saná-las; simultaneamente, fica atento às dificuldades individuais. Em seguida, o professor faz a correção coletivamente.


Caso a tarefa tenha sido de coleta de dados, todos os alunos que desejarem deverão ser ouvidos. O professor deve se preocupar em envolver a turma e valorizar igualmente todas as contribuições.


Uma vez por semana, o professor deve recolher o material, fazendo observações quanto à organização e ortografia.


Para as turmas do Fundamental II em diante, o professor verifica de uma das maneiras listadas a seguir, alternadamente: vistando a tarefa de todos os alunos, um por um, pedindo a um dos representantes de turma que viste a tarefa dos colegas, escolhendo alguns alunos e vistando a tarefa destes, levando para casa para analisar as tarefas.


Se, nesta verificação, perceber que um aluno copiou a tarefa de um colega, admoesta-o. Em seguida, anota os nomes daqueles que não fizeram a tarefa. Estes registros subsidiarão a definição de um dos itens que compõem a Nota Livre.


Então, o professor procede à correção de toda a tarefa — oralmente ou no quadro, detalhada ou superficialmente, conforme o caso. É importante o professor perceber que esta atividade é imprescindível e que aí ele se mostra útil ao aluno.


ANTERIOR PRÓXIMO



TÓPICOS RELACIONADOS