Balneário Camboriú
VEJA OUTRAS UNIDADES
47 3367.1025 / 47 99929.1037
◄ VOLTAR

UNIQUALI

NORMAS



21.09.2015
PO 41/06 | Grupo de Resolução de Atividades Matemáticas (GRAMA)

 

Este padrão estabelece como desenvolver as aulas do GRAMA.

 

Objetivos. O GRAMA acontece semanalmente, ocupando uma das cinco aulas de Matemática da semana, e tem como objetivos: recuperar os conteúdos prioritários básicos da disciplina que o aluno eventualmente não aprendeu em séries anteriores, estimular a fixação desses conteúdos através da repetição dos processos e oferecer ao aluno a oportunidade de compartilhar o seu conhecimento com os colegas, proporcionando-lhes explicações diferentes daquelas que o próprio professor dá.

 

Ao fazer o planejamento de cada volume, o professor responsável planejará as aulas do GRAMA decidindo os conteúdos prioritários com a equipe.

 

Avaliação. Em cada trimestre são destinados alguns créditos para as atividades do GRAMA: sete créditos no primeiro trimestre, seis créditos no segundo e cinco créditos no terceiro.

 

Estas atividades são baterias de exercícios, cada uma dos quais com dez questões, elaboradas pelos professores de cada turma, valendo 1,0 crédito (0,1 crédito para cada questão). Considerando que os alunos só entregam os cartões-resposta, e que podem se enganar ao anotar a resposta, há uma tolerância de 0,1 crédito por avaliação ― isto é, se o aluno acertar nove das dez questões, sua nota será 1,0; se ele errar todas, sua nota será 0,1.

 

Ao final do trimestre, essas notas são somadas e valem como nota de Trabalho. O professor do GRAMA as digita no ASP Escola.

 

É importante perceber que as séries em que há o GRAMA não têm outros tipos de Trabalhos.

 

Todas as provas de Matemática das séries que têm o GRAMA destinam 20% do seu valor aos conteúdos trabalhados nessas aulas. Após discutir com o grupo em reunião pedagógica, o facilitador elabora as questões e as agrega à prova; cada questão deve valer 1,0 crédito. O conteúdo pode ser qualquer um já trabalhado no GRAMA, mas se deve priorizar o último. O professor de Matemática corrige as questões.

 

Funcionamento das aulas. Cada assunto é tratado com prioridade em três aulas, descritas detalhadamente mais adiante: a primeira para explicação do conteúdo a ser revisto, a segunda para avaliação, cujos cálculos são feitos no caderno, e a terceira para esclarecer dúvidas percebidas pelo professor na avaliação da aula anterior e iniciar o novo conteúdo.

 

Importa salientar que todos os conteúdos já trabalhados nas aulas do GRAMA podem ser revistos, conforme a necessidade e dificuldade de cada turma.

 

No primeiro trimestre, os alunos trabalham individualmente. No segundo, trabalham em duplas e no terceiro em equipes. A organização dessas duplas e equipes será tratada mais adiante.

 

Na primeira aula de cada conteúdo, o professor relembra o assunto, explicando-o através de três ou quatro exemplos. Se faltar tempo e sobrarem exercícios, o professor pode deixá-los como tarefa, embora isso não seja o ideal.

 

Ao final dessa primeira aula, o professor deve marcar como tarefa, no respectivo quadro, o que deve ser estudado. Exemplo: Estudar produtos notáveis.

 

Na segunda aula, o professor passa, no quadro, dez questões sobre os conteúdos previamente estudados desde a primeira semana do GRAMA (e não somente os estudados na aula anterior). Os alunos devem resolvê-las no caderno, podendo consultar exercícios anteriores, resumos, tabuada, etc. e passar as respostas no cartão-resposta (EP59), que será entregue ao professor. É importante que as questões não sejam extensas porque todos os alunos devem poder resolver todos os exercícios tranquilamente. O uso da calculadora é expressamente proibido.

 

A postura do professor, nessa segunda aula, é fundamental para o bom andamento das atividades do GRAMA. Cabe ao professor verificar se os alunos estão efetivamente trabalhando, admoestando verbalmente os que não estão e, no segundo e terceiro trimestres, incentivando-os a colaborarem com a equipe. Andando a aula toda pela sala, o professor deve ter uma atitude que induza cada aluno (e a equipe) a pensar. Pode, eventualmente, dar dicas, mas deve evitar tirar as dúvidas. Somente assim os alunos compreenderão que é necessário pensar sozinhos (ou com o grupo) e somente assim o professor pode perceber, no detalhe, de que maneira os alunos estão trabalhando.

 

Na terceira aula, o professor deve, obrigatoriamente, devolver o cartão-resposta corrigido e resolver duas ou três questões nas que os alunos apresentaram mais erros. Os alunos devem colar os cartões-resposta no caderno. Em seguida, o professor introduz o novo conteúdo a ser trabalhado.

 

É imprescindível que o professor respeite a sequência de aulas e de devolução dos cartões-resposta. Deve-se perceber que só desta maneira o conteúdo vai se fixar, as dúvidas vão ser sanadas e os alunos vão compreender ― e respeitar ― o processo e o GRAMA.

 

Esquema em cada trimestre. Na primeira semana de aula do primeiro trimestre, o professor explicará brevemente aos alunos como serão as aulas (o que se verá adiante), ressaltará a necessidade de se ter um caderno exclusivo para o GRAMA e já iniciará as atividades.

 

Na primeira aula do segundo trimestre, o professor divulga a nota final do trimestre anterior e explica a nova dinâmica: agora os alunos poderão sentar-se em duplas na hora da avaliação. É importante o professor ressaltar a necessidade da organização ágil, visto que cada minuto conta na hora de resolver os exercícios. Assim, deve estimular os alunos a já organizarem a sala com as carteiras dispostas em duplas no intervalo entre as aulas.

 

As duplas são propostas pelo professor, que tenta induzir que os alunos com mais facilidade queiram ajudar os colegas com mais dificuldade. Essa maneira de formar as duplas não é obrigatória e elas não precisam ser fixas. Os alunos que assim desejarem podem continuar resolvendo os exercícios sozinhos (jamais em trios), embora o professor deva deixar claro que a proposta não é essa.

 

Na primeira aula do terceiro trimestre, o professor divulga a nota final do trimestre anterior e explica a última mudança: os alunos trabalharão em equipes de três ou quatro alunos (nunca mais do que isso). O professor tenta induzir que os alunos com mais facilidade se juntem aos alunos com mais dificuldade. Essa maneira de formar as equipes não é obrigatória e elas não precisam ser fixas.

 

É importante que os alunos trabalhem em conjunto, mas que cada um resolva as questões no seu caderno e preencha o cartão-resposta individualmente.

 

O professor deve evitar que num grupo ou dupla cada um faça uma questão. É necessário que cada um resolva todas as atividades. Caso o aluno não esteja colaborando com sua dupla ou equipe, deverá fazer a atividade sozinho.

 

Observações finais. É imprescindível que o professor organize uma pasta ou um caderno com planilhas para cada turma, nas quais constem tabelas com linhas para cada aluno e colunas para se registrar a nota de cada avaliação. É preciso também que anote em cada uma dessas aulas o aluno que faltou e busque saber o motivo.

 

Caso o aluno falte à aula no dia em que houver avaliação do GRAMA o professor deixa aquela nota em branco. Considerando que o conteúdo trabalhado nas avaliações é cumulativo, o professor faz, no final no trimestre, uma média geral das notas e completa a nota daquela atividade com essa média.

 

Caso haja alguma aula do GRAMA perdida que não possa ser recuperada (feriados, eventos, etc.), o professor pode, excepcionalmente, verificar e avaliar os cadernos individualmente, fazendo esta ser a nota da semana em questão.

 

É imprescindível que os professores que não dividem a disciplina com outro determinem um dia fixo para o GRAMA, que, sob hipótese nenhuma, deve ser alterado.

 

Arquivos para download

PO 41 Grupo de Resolução de Atividades Matemáticas (GRAMA) DOWNLOAD