Balneário Camboriú
VEJA OUTRAS UNIDADES
47 3367.1025 / 47 99929.1037
◄ VOLTAR

UNIQUALI

NORMAS



22.02.2018
PO 91/03 | Ida à Escola de Campo / 2ª parte

 

Em meados de fevereiro, cada Coordenador de Turno informa à Direção de Ensino a disponibilidade das professoras regentes para a ida à Escola de Campo.

 

Com estas informações, a Direção de Ensino elabora a ocupação de cada dia na Escola de Campo, estabelecendo quantos alunos, quantas turmas e quantos ônibus irão à Escola de Campo, quais regentes e quais especialistas irão em cada turno, e como se dará o deslocamento de cada profissional (quais irão de ônibus e quais irão em carros particulares).

 

Além disso, estabelece também os profissionais que:

acompanharão a saída dos alunos na unidade e na Escola de Campo (despachantes),

irão com os alunos no ônibus da unidade até a Escola de Campo e da Escola de Campo até a unidade (acompanhantes),

cuidarão dos alunos durante o almoço e no recreio (atendentes) e

conferirá a chegada dos alunos à unidade (conferente).   

 

Na saída da unidade o despachante poderá ser um dos acompanhantes.

 

Saindo do prédio central. Tomada a decisão de ir, a unidade se prepara para a saída dos alunos.

 

Às 8h30 o despachante chega à unidade e se dirige ao pátio. Lá, fica atento aos alunos que estão chegando, e, se algum responsável desejar repassar algum recado ao gerente da Escola de Campo, anota no formulário GC 87.

 

À medida que os alunos vão chegando, vão se concentrando no pátio. Cerca de cinco minutos antes do horário previsto, o despachante começa a organizar os alunos em fila dupla, com a ajuda do acompanhante do outro ônibus (se houver).

 

Às 9h, o despachante autoriza a saída dos ônibus. Cada acompanhante, à frente, se dirige com os alunos ao seu ônibus.

 

Se houver mais de um ônibus, o último a sair é acompanhado pelo despachante. A partida deve ocorrer poucos minutos após o horário previsto. Alunos retardatários vão neste último ônibus.

 

No ônibus, os alunos sobem um a um, observados pelo acompanhante, postado à porta. Entrando todos, o acompanhante entra, solicita aos alunos que afivelem os cintos, verificando, lê ou pede às crianças que citem os “combinados da ida” e autoriza a partida ao motorista.

 

Dirigindo-se à Escola de Campo. O roteiro dos ônibus da unidade até a entrada na BR 101 é estabelecido pelo Vice-Diretor. Entrando na BR 101, cada ônibus deve acessar a rodovia Antônio Heil (SC 486) pelo trevo de Brusque, e, 1,1 km adiante, acessar a rua Benjamin Dagnoni no trevo do Rio do Meio, seguindo por 5,5 km até a Escola de Campo. Ao chegar, estaciona no espaço disponível à frente da Escola de Campo.

 

Durante o percurso, o acompanhante senta-se em um banco nos fundos do ônibus, cuidando para que as crianças permaneçam sentadas, com o cinto de segurança afivelado.

 

Pouco antes de chegar, o acompanhante se dirige à frente do veículo, acordando algum aluno que estiver dormindo e pedindo aos alunos que não esqueçam algum objeto no ônibus.

 

Nomeia um dos alunos ajudante do dia, orientando-o a ser o último a sair, verificando se algum colega esqueceu algum objeto no ônibus.

 

Chegando à Escola de Campo. Às 8h o encarregado da Escola de Campo verifica se a porteira está fechada e se o portão lateral está aberto. Às 9h15 o encarregado verifica se estão colocados seis cones de sinalização em cada lado da ponte que atravessa o ribeirão do Meio e se posiciona na cabeceira mais próxima à porteira. À medida que os alunos começam a atravessar a ponte, o encarregado mantém-se atento. Passando todos os alunos, encosta o portão.

 

Chegando o ônibus, o acompanhante é o primeiro a descer, ficando na porta. Se no ônibus vieram alunos menores, auxilia-os a descer. De todo modo, solicita aos alunos que formem uma fila indiana. Descendo todos, o acompanhante toma a frente e se dirige com os alunos ao galpão.

 

No galpão, o despachante entrega o GC 87 ao gerente da Escola de Campo.

 

Os alunos que terão aulas com as regentes deixam suas mochilas amontoadas em pontos determinados na parte baixa do galpão. Os alunos que terão aulas com os especialistas põem suas mochilas nos ganchos na parte alta do galpão. Todos ficam nas proximidades do galpão brincando, aguardando o início das aulas.

 

O gerente da Escola de Campo vem em um dos ônibus. No horário determinado, tendo todos os ônibus chegado ou não, o gerente bate o sino.

 

Em seguida, entrega as listas de presença das turmas que terão aulas com as regentes a estas, pedindo que façam a chamada ao longo das duas primeiras aulas.

 

Batendo o sino, as regentes vão à parte baixa do galpão, chamando os alunos; estes fazem fila, pegam suas mochilas e todos se dirigem às ilhas de aprendizagem, com a regente à frente. Os especialistas, por sua vez, na parte alta do galpão, chamam os alunos; estes fazem fila e todos se dirigem aos locais da atividade, com o especialista à frente.

 

Estando na Escola de Campo. Ao longo das duas primeiras aulas do dia, o gerente vai aos locais onde estão as turmas tendo aulas com os especialistas e faz a chamada.

 

Passa também nos locais onde estão as turmas tendo aulas com as regentes e recolhe as listas de presenças.

 

Terminada a tarefa, o gerente verifica quantos alunos de cada turma estão presentes, anotando no formulário AA 94. Em dias chuvosos ou muito frios, em que há muitas faltas, repassa o número de presentes à cozinheira.

 

Ao longo do dia, o gerente anota os nomes dos alunos que eventualmente chegaram ou saíram na lista de presença, e, meia hora antes da saída, consolida os dados no AA 94 e preenchendo o AA 93 para cada ônibus.

 

Saindo da Escola de Campo. No horário determinado, o gerente bate o sino e o encarregado abre o portão e se posiciona na cabeceira da ponte mais próxima à porteira.

 

Os professores trazem os alunos de cada um dos locais em que estejam para a parte inferior do galpão, colocando as turmas em ordem de saída dos ônibus ― mais à direita as que sairão primeiro. Os professores que atuarão ou como despachantes ou como acompanhantes se aproximam dos seus grupos.

 

O gerente se dirige ao grupo que irá no primeiro ônibus, e passa o número total de alunos ao acompanhante, que confere, contando por cabeça. Havendo um número inferior, o gerente faz a chamada pela lista base utilizada no início da manhã e, identificando quem está faltando, localiza-o.

 

Estando certo, o gerente entrega o AA 93 ao acompanhante, vistando, e pede ao acompanhante que viste o AA 94, e libera o grupo.

 

O grupo, em fila indiana, com os dois profissionais, se dirige ao seu ônibus. O acompanhante entra no ônibus e o despachante fica no lado de fora, contando um a um os alunos à medida que entram. Entrando todos os alunos, o despachante informa ao acompanhante quantos alunos entraram.

 

Estando OK, o acompanhante solicita aos alunos que afivelem os cintos, lê ou pede às crianças que citem os “combinados da volta” e autoriza a partida ao motorista.

 

Havendo um número inferior, o despachante chama o gerente, que faz a chamada pela lista base utilizada no início da manhã e, identificando quem está faltando, localiza-o.

 

Tendo partido o último ônibus, no qual vai o gerente, o encarregado fecha o portão.

 

Dirigindo-se ao prédio central. Os ônibus saem da Escola de Campo dobrando à esquerda na rua Benjamin Dagnoni e, ao final desta, dobrando à direita na rodovia Antônio Heil, até chegar à BR 101 no trevo de Brusque. Daí até a unidade o roteiro dos ônibus é estabelecido pelo Vice-Diretor de cada unidade.

 

Durante o percurso, o acompanhante senta-se em um banco nos fundos do ônibus, cuidando para que as crianças permaneçam sentadas, com o cinto de segurança afivelado.

 

Pouco antes de chegar, o acompanhante se dirige à frente do veículo, acordando algum aluno que estiver dormindo e pedindo aos alunos que não esqueçam algum objeto no ônibus.

 

Chegando ao prédio central. Chegando ao prédio central, o acompanhante é o primeiro a descer, ficando na porta, contando os alunos um a um, auxiliando os alunos menores a descer e orientando a todos a formarem uma fila dupla. Descendo todos, o conferente entra no ônibus e verifica se algum aluno ficou para trás ou se algum objeto foi esquecido.

 

Havendo aluno ainda dentro do ônibus, o conferente o acompanha até o prédio, informa o Coordenador de Turno. Havendo objeto esquecido, o conferente recolhe e entrega ao auxiliar de Coordenação.

 

O acompanhante toma a frente e se dirige com os alunos ao interior do prédio. Importa salientar que as crianças são entregues a seus pais ou responsáveis apenas dentro do prédio.

 

Após todas as crianças entrarem no prédio, o acompanhante vista o AA 93 e o entrega a um funcionário na Secretaria Escolar.

Arquivos para download

PO 91 Ida à Escola de Campo (2ª parte) DOWNLOAD
PO 91a Ida à Escola de Campo (despachante na ida) DOWNLOAD
PO 91b Ida à Escola de Campo (acompanhante na ida) DOWNLOAD
PO 91c Ida à Escola de Campo (despachante na volta) DOWNLOAD
PO 91d Ida à Escola de Campo (acompanhante na volta) DOWNLOAD
PO 91e Ida à Escola de Campo (conferente na volta) DOWNLOAD
PO 91f Ida à Escola de Campo (encarregado da Escola de Campo) DOWNLOAD