Balneário Camboriú
VEJA OUTRAS UNIDADES
47 3367.1025 / 47 99929.1037
◄ VOLTAR

UNIQUALI

NORMAS



16.09.2010
PO 94/02 | Feira do Conhecimento (organização na unidade)

 

Contaram-me e eu esqueci, vi e entendi, fiz e aprendi. (Confúcio)

 

A Feira do Conhecimento é um evento destinado às turmas do Fundamental II, cujo objetivo é incentivar a pesquisa pelos alunos de assuntos que merecem um olhar curioso e investigativo.

 

Esta norma detalha como se dá a organização na unidade. O PO 93 orienta o professor sobre o evento.

 

A Feira do Conhecimento, para cada turno de cada unidade, se dá em dois dias: em um dia, com os alunos do 6º e 7º do Fundamental e em outro dia, com os alunos do 8º e 9º do Fundamental.

 

No turno matutino, a Feira estará aberta à visitação das 9h às 11h, e no turno vespertino, das 15h às 17h.

 

Cerca de um mês antes da data da Feira do Conhecimento, o Coordenador de Turno ajusta a circular do evento.

 

Com a circular pronta, o Diretor da Unidade vai a cada uma das turmas parabenizando todos pelo empenho no estudo de seu tema e incentivando as equipes a participar com qualidade e com a disciplina adequada no dia da Feira. Neste momento, faz uma avaliação genérica do andamento dos preparativos, solicitando ao CT que resolva alguma questão pendente que se apresentar.

 

Além disso, comunica a realização do concurso para a escolha da ilustração do convite da Feira, fala sobre a premiação e diz que as inscrições deverão ser realizadas no período que indicar com o professor da disciplina. Então, entrega aos alunos a circular aos pais esclarecendo o evento.

 

Nos dias seguintes, o CT toca o concurso para a escolha da ilustração do convite. Para tanto, solicita ao professor de Arte que ponha alunos interessados em elaborar uma ilustração a fazê-lo em sua aula, orienta o tutor e fazer os alunos da turma escolherem as duas melhores ilustrações, expõe os desenhos num mural no pátio, convida os alunos a votarem no desenho de sua preferência e procede a contagem dos votos, definindo a ilustração do convite.

 

Em seguida, envia o desenho escolhido, o nome completo e a série do autor e os dados da Feira (segmento, dia, horário) ao Gerente de Ensino, que confecciona os convites em número 5% superior ao de alunos.

 

Paralelamente, o DU e o CT se preocupam em ter um número adequado de visitantes e em escolher os jurados.

 

Para definir os visitantes, o DU e os CTs devem levar em consideração a necessidade de se ter um público interessado em assistir com atenção a exposição dos alunos.

 

São visitantes naturais: alguns pais dos alunos, os professores do dia, o DU e os CTs e a Secretária e o pessoal da Secretaria.

 

Para as turmas do turno matutino, uma opção são os alunos de turmas do Fundamental II que não estão se apresentando e os alunos de 1º e 2º anos do Médio — sempre conduzidos pelo professor que estiver lecionando na aula escolhida para a visita. Para as turmas do turno vespertino, uma opção são os alunos do Fundamental I conduzidos pela regente.

 

Além disso, figura como opção geral alunos de outras escolas da cidade.

 

Para definir o número de jurados, o DU considera que cada trabalho seja visitado por três jurados e que cada jurado julgue no máximo dez trabalhos. Assim, por exemplo, se forem 20 equipes, serão necessários 20 x 3 ÷ 10 = 6 jurados.

 

Os professores que estariam lecionando no horário são os jurados naturais. Além destes, para completar o mínimo necessário, o DU e o CT lançam mão, nesta ordem: de CTs que não o do segmento, da Secretária e de auxiliares de Secretaria, de pais de alunos do Fundamental I e de outros professores.

 

Duas semanas antes da data de realização da Feira, o CT solicita ao Gerente de Ensino um número adequado de formulários EP 43 (Ficha de Inscrição) e os entrega aos professores envolvidos.

 

Em sala, o professor distribui a cada equipe um formulário e auxilia os alunos no preenchimento de nome do trabalho, nome do professor orientador, turma, nomes dos alunos e recursos necessários.

 

Recebendo todas as inscrições de uma turma, o professor as entrega ao CT, que, após conferir, as repassa à Secretaria.

 

Uma semana antes da data de realização da Feira: o DU convida os jurados e o CT envia os convites aos pais pelos alunos.

 

Nos dias seguintes ao encerramento das inscrições, a Secretária providencia a digitação das inscrições recebidas, enviando os relatórios e as etiquetas de identificação ao CT. Para tanto, solicita ao Gerente de Ensino a planilha apropriada. (Baixe o anexo para ler as instruções de uso.)

 

Às vésperas da Feira, e de posse deste material, o CT define os locais em que os trabalhos serão apresentados. É importante, nesta definição, atentar às necessidades especiais de um ou outro trabalho. Ainda nestes dias, o CT prepara o kit Feira (papel pardo, fita adesiva e as etiquetas identificadoras dos trabalhos).

 

No dia da Feira, a montagem das exposições nos stands começará no início do turno em que a Feira se dará. Assim, neste horário, as diversas equipes de alunos se dirigem às salas que lhes foram designadas bem como os professores que teriam aula se dirigem às diversas salas que serão ocupadas pelos stands conforme esquema estabelecido pelo CT.

 

Em cada sala o CT já deixou o kit Feira, bem como um número de carteiras adequado ao número de equipes que ali se instalarão e as etiquetas de identificação. Os alunos, sob a supervisão do professor designado para aquela sala, organizam seus stands. A etiqueta de identificação é afixada em local visível a todos os participantes e visitantes.

 

Durante a montagem dos stands, o CT e o professor das disciplinas envolvidas circulam pelas salas supervisionando a execução da tarefa. Por seu turno, o DU se reúne em sua sala com os jurados e os orienta no julgamento que deverão fazer, apresentando-lhes o formulário EP 06 (Ficha de Avaliação / Jurado).

 

No horário estabelecido, a Secretária bate o sinal, dando início ao evento. Aberto o evento, os alunos começam a apresentar seus trabalhos aos visitantes e também aos jurados.

 

No transcorrer da Feira, o CT e o professor das disciplinas envolvidas permanecem circulando pelas salas, resolvendo os problemas que forem surgindo. Cabe ao CT ficar atento para que nenhuma sala fique em nenhum momento sem um professor (ou um funcionário) responsável.

 

Ao DU, por sua vez, cabe receber os visitantes, encaminhando-os aos stands, e percorrer, sem se deter longamente em nenhum stand, a Feira.

 

À medida que os jurados vão encerrando sua tarefa, vão entregando ao CT as fichas de avaliação.

 

No horário estipulado, a Secretária bate o sinal, anunciando o encerramento da Feira. Em cada sala, o professor encarregado orienta os alunos a encerrarem as apresentações aos últimos visitantes e, após a saída destes, auxilia os alunos a desmontarem seus stands. Após a saída dos alunos com o equipamento que trouxeram, o CT supervisiona a limpeza das salas pelos zeladores.

 

Nos próximos três dias, a Secretária providencia a digitação das notas dos jurados dadas aos trabalhos das diversas equipes, repassando o relatório de notas aos professores das disciplinas envolvidas.

 

Na semana seguinte, o DU, acompanhado do CT e dos professores envolvidos, na hora do recreio, anuncia os três primeiros colocados em cada segmento, entregando-lhes a premiação.

 

Arquivos para download

Circular Feira do conhecimento Fundamental II DOWNLOAD
Orientações para uso da planilha da Feira do Conhecimento DOWNLOAD
PO 94 Feira do conhecimento do Fundamental II (organização na unidade) DOWNLOAD