Balneário Camboriú
VEJA OUTRAS UNIDADES
47 3367.1025 / 47 99929.1037
◄ VOLTAR

UNIQUALI

NORMAS



04.06.2014
PO 06/04 | Atendimento a aluno excluído da sala

O atendimento à exclusão de um aluno de sala de aula deve ser prioridade para o Coordenador de Turno. Este momento deve ser entendido como um momento educativo, e o CT deve passar ao aluno a imagem do “juiz justo”.

 

Quando o aluno excluído chega à sala do CT, este o recebe, perguntando o que houve. Se o aluno reconhece que errou, o CT aplica a sanção; sendo aluno com bom histórico de ocorrências, demonstra insatisfação em fazê-lo.

 

Se o aluno não reconhece que errou, o CT busca perceber se o professor acertou ao excluí-lo de sala.

 

Se o professor parece que acertou na exclusão, o CT aplica a sanção.

 

Se o professor parece que errou na exclusão, o CT dispensa o aluno, dizendo que voltarão a conversar em breve.

 

No próximo intervalo, o CT conversa discretamente com o professor sobre o caso. A conversa pode tirar a impressão de que o professor errou ou reforçá-la.

 

Se a conversa tirar esta impressão, o CT, na melhor oportunidade, chama o aluno e aplica a sanção.

 

Se a conversa reforçar o sentimento de que o professor errou, o CT diz ao professor que deverá sancionar o aluno ― se seu histórico de ocorrências for ruim, com rigor.

 

Se o professor reconhecer que errou e se dispuser a conversar com o aluno (com ou sem a presença do CT), esta conversa ocorre, e o aluno não recebe sanção; se o professor não se dispuser a conversar com o aluno ou não se sentir à vontade para isto, o CT chama o aluno e lhe dá uma sanção branda.

 

Se o professor não reconhecer que errou, o CT aplica uma sanção mais branda que o normal e, oportunamente, chama o professor para uma conversa sobre mediação de conflitos em sala de aula.

 

É importante que o CT não passe a impressão de que está desautorizando o professor.

 

Em qualquer situação, se o aluno chega na sala do CT sem o registro de ocorrência, no momento mais apropriado o CT entrega um formulário de registro de ocorrência (GC 11) ao professor e solicita que preencha.

 

É importante observar que o aluno não volta para sua sala durante a aula em que foi excluído, ficando aguardando a próxima aula na biblioteca ou em algum local próximo à sala do CT. Batendo o sinal, volta sozinho para a sala de aula.

 

Eventualmente, dada a natureza da causa da exclusão, o CT, ao invés de deixar o aluno sem nada fazer, pode passar-lhe alguma atividade.

Arquivos para download

Fluxograma do atendimento a aluno excluído de sala DOWNLOAD
PO 06 Atendimento a aluno excluído da sala DOWNLOAD