Itapema
VEJA OUTRAS UNIDADES
47 3268.1805 / 47 99929.1037
◄ VOLTAR

Projeto Político Pedagógico



Atualizado em 25/08/2017
IMPRIMIR


3.6.1. - O que eu faço quando...

...durante uma apresentação, dois alunos ficam rindo e imitando um dos colegas que está apresentando?


Antes de começar, devo expor as regras da apresentação, que pode incluir desconto de nota por atitude inadequada da plateia.


Se, durante a apresentação, houver alunos que desrespeitem o colega, chamo a atenção, dizendo que não admitirei falta de respeito. Repetindo-se a atitude, excluo-os de sala.


 


...desenho (não muito bem) um mapa do Brasil no quadro; um aluno, irônico, pergunta “O que é isso?”?


Inicialmente, devo perceber que não preciso ser um desenhista para ser um professor.


Respondo, em tom de brincadeira e sem me sentir ofendido, minimizando o episódio, que, neste momento, ele deverá considerar o desenho como o mapa do Brasil.


 


...entro em sala de aula e os alunos perguntam se uma palavra escrita, de forma errada, no quadro, por outro professor, está correta?


Digo que o professor pode ter se enganado, minimizando o problema. Se possível, mais tarde, informo o colega do ocorrido.


 


...durante a exposição de um conteúdo, um aluno dá um grito e acusa o colega de ter lhe espetado com o lápis?


Concluo rapidamente o meu raciocínio. Em seguida, discretamente me aproximo do aluno “espetado” e, em voz baixa, pergunto se se machucou.


Se o aluno sinalizar que não, demonstro de modo breve meu desagrado ao agressor. Caso contrário, verifico a gravidade.


Se não for grave, demonstro de modo breve meu desagrado ao agressor. Se for grave, converso com os dois, em particular, buscando a conciliação. Eventualmente, posso ter que levar o caso à Coordenação.


De um modo geral, devo perceber que os alunos gostam de receber atenção.


 


...estou apresentando um conteúdo e um aluno joga uma bolinha de papel em minha cabeça?


Devo entender que, provavelmente, o aluno mirava o lixeiro e errou o alvo.


Se eu não vir quem jogou, recolho a bolinha e, em tom de brincadeira, digo algo como “O lixeiro é ali”. Jogo a bolinha no lixeiro, continuando a apresentação.


Se eu vir quem jogou, solicito que recolha a bolinha e a jogue no lixeiro.


 


...vejo uma carteira rabiscada?


Inicialmente, sei que cabe à administração manter as carteiras limpas e incentivar os alunos a que assim permaneçam, em consideração aos alunos do contraturno.


Vendo uma carteira rabiscada, peço para o aluno que nela está sentado apagar, mesmo que não tenha sido ele que rabiscou. Se ele se recusar, agradeço, ironicamente, e eu mesmo apago. Nestes casos, é comum um colega se dispor a fazer a tarefa.


 


Procedimentos estabelecidos por Camila, Cláudia R., Kátia, Khadija, Leilani, Natália, Sandra B., reunidos dia 26/junho/2013 na unidade de Itajaí


ANTERIOR PRÓXIMO



TÓPICOS RELACIONADOS