VEJA OUTRAS UNIDADES
47 3398.0450 / 47 99929.1037
◄ VOLTAR

UNIQUALI

NORMAS



28.09.2020
Inf. 61/05 | Situações diversas nas matrículas

 

Isenção do valor da entrada. Se o Vice-Diretor decidir isentar o aluno do pagamento da entrada, deve preencher o SM 45 ou escrever uma observação a mão no formulário de concessão de bolsa (GD 06).

 

Na conferência das matrículas, o funcionário faz um registro de cobrança (“VD autorizou a isenção da entrada”) e envia um e-mail ao gerente de Receitas solicitando o cancelamento.

 

Recebendo o e-mail, o gerente providencia o cancelamento.

 

Desistência de matrícula em outra escola. Chegando um aluno até o início de março querendo se matricular no Unificado, mas alegando ter se matriculado em outra escola e desistido e já tendo pago na escola de origem a entrada e, eventualmente, alguma mensalidade, e, assim, solicitando isenção destes valores, a Secretária Escolar o atende.

 

Neste atendimento, a Secretária Escolar verifica se o valor pago na escola de origem é inferior ou superior ao valor do Unificado. Sendo superior, informa que os valores do Unificado serão isentados, caso o aluno apresente o comprovante de pagamento. Sendo inferior, informa que será cobrada apenas a diferença.

 

Tendo apresentado o comprovante, a Secretária Escolar fotocopia e preenche o SM 45, vistando.

 

Desistência de matrícula no Unificado. Leia a Fin 19.

 

Pagamento à vista. Inicialmente, observe-se que não há grande interesse do Unificado em receber anuidade à vista se para isso tiver que se conceder desconto.  Mas, se o pai se interessar, o Vice-Diretor pode conceder desconto observando o que segue.

 

Aluno não tem bolsa. O VD oferece uma bolsa de 7%, dizendo que há mais 3% sobre o valor líquido (isto é, anuidade – bolsa) pela pontualidade, podendo chegar a 10% (mais 3% de pontualidade). Se houver necessidade do aluno e interesse do VD, o VD pode chegar a 12% (mais 3% de pontualidade), devendo justificar. Descontos superiores devem ser autorizados pelo Diretor Geral. Em qualquer caso, naturalmente, deve ser preenchido o GD 06.

 

Definido o valor da bolsa, a Secretaria Escolar escolhe no ASP Escola o plano ‘à vista’, lançando, naturalmente, o percentual de bolsa.

 

Aluno já tem bolsa. O VD diz que há um desconto pontualidade de 3% sobre o valor líquido. Se a bolsa for inferior a 12%, pode chegar, se necessário, a este patamar. Descontos superiores devem ser autorizados pelo Diretor Geral.

 

Atenção! Obviamente, para se caracterizar como pagamento à vista este pagamento deve ser feito no ato. No entanto, é possível pôr uma data posterior. De todo modo, é fortemente recomendado que estes pagamentos devam ocorrer em dezembro e, se forem em janeiro, até o dia 10. São permitidas datas após 10/janeiro, mas devem ser a exceção.  

 

Vagas no ASP Escola. Os Diretores Gerais e o VD de cada unidade previram o número de turmas de cada série na unidade. Considerando como máximo o número de alunos que o Unificado admite matricular em cada turma, o ASP Escola é parametrizado para permitir apenas este número de matrículas.

 

Exemplo. Em uma certa série são admitidos 27 alunos; se a previsão são duas turmas, parametrizamos para permitir 54 matrículas.

 

Assim, o sistema não permitirá matrícula além deste número. Havendo necessidade, a Secretária Escolar deve colher autorização do Diretor Geral, que solicita, por e-mail, ao Coordenador Administrativo-Financeiro o aumento do número de vagas.

 

Criança fora de idade. Leia o PO 24.

 

Alunos com necessidades especiais. Normalmente um pai que vem matricular um filho com necessidades especiais informa esta situação na Secretaria Escolar ou na Sala de Visitas. Isso ocorrendo, quem atendeu encaminha o pai ao Coordenador de Turno.

 

Se o pai não disser, mas o funcionário intuir que a criança tem necessidade especial, sugere a ele que se reúna com o CT.

 

Em qualquer dos casos, quem atendeu repassa esta informação ao funcionário da Sala de Matrículas.

 

Se nada disso ocorrer, e o funcionário da Sala de Matrículas perceber apenas quando o pai assinalar a segunda opção na cláusula 2ª, parágrafo 1º do contrato de prestação de serviços educacionais, suspende o procedimento e avisa a Secretária Escolar, que solicita ao pai que se reúna com o CT.

Arquivos para download

Inf. 61 Situações diversas nas matrículas DOWNLOAD